Pé Frio de Restaurante

Eu tenho um desvio de personalidade que me impede de pedir pratos novos em restaurantes nos quais já elegi os meus preferidos. Acontece. Mas, pé frio de restaurante que eu sou, invariavelmente meus pratos preferidos acabam saindo do cardápio. (Mentira. Não é invariavelmente. Escolhi a palavra pra causar um impacto.)

Sensação horrível essa de chegar no restaurante sabendo que vai comer o que ama e receber a notícia do falecimento do seu prato preferido – através de um garçom que parece não ter nenhum remorso e não se compadece com a sua dor. Fico órfã dos meus pratos de maneira quase cruel.
quote
Essa é a minha lista de perdas até o momento:
Sinfull Sundae do Outback. Triste, triste, triste com a retirada dessa sobremesa do cardápio. Era um sorvete de creme, empanado com coco torrado, numa poça de calda de chocolate, com morangos. Tentamos reproduzir em casa, né mãe? Mas nunca fica exatamente igual e aos poucos fui desapegando.
Brownie do Gula Gula. Era meu brownie preferido, uma delícia de textura e uma calda maravilhosa. Tiraram do cardápio e colocaram outro brownie, com amêndoas. Sou alérgica a amêndoas. Ódio mortal, nunca mais comi sobremesa no Gula Gula.
Harumaki de Pato do Bar D’Hotel. Já cansei de ir até o Leblon exclusivamente para comer essa entrada. Vale dizer que era dos pratos preferidos de to-do mun-do que eu conheço e frequentava o restaurante. Totalmente inexplicável terem tirado do cardápio.
Churrasco de Polvo do Irajá. Esse prato motivou o post. Já fui no Irajá várias vezes, em apenas uma não comi esse prato. Fui no sábado, estava delicioso. Fui ontem e tinham tirado do cardápio. Ódio eterno?
Risotto de Brócolis, Pato e Queijo de Cabra do CT Brasserie. Era meu prato preferido no mundo. Sentiu a dor? Saiu do cardápio quando os CTs resolveram unificar os cardápios com pequenas mudanças de um para outro. Obra provavelmente de algum gênio do marketing, mas que me fez parar de frequentá-los.

Um drama. Drama.

Anúncios

7 comentários sobre “Pé Frio de Restaurante

  1. Acontece comigo o-tempo-todo! Depois de muito coração (ou estômago) partido agora tento controlar a expectativa quando estou indo ao restaurante com o tal prato delícia ou como fingindo que nem é grandes coisa só pra não tentar se apegar.
    Adorando o seu blog, Nina!

    Responder
  2. O Bar d’Hotel já foi motivo de eu preencher fichinha do que achei mil vezes!!!!!
    Todas pedindo:
    – volta bolinho de risoto
    – volta harumaki de pato
    Caos…

    A última vez que fui no Irajá para almoçar tudo estava péssimo, fiquei arrasada.
    Não sei como foi possível!

    Responder
  3. Dê uma chance ao petit gateau de doce de leite com sorvete de tapioca do Gula Gula!
    Comi uma vez e me apaixonei. Voltei pouco tempo depois ja pensando nele e havia sido retirado do cardapio. Mas da ultima vez que fui ( ja tem um tempinho) e havia voltado!!!

    Responder
  4. Pingback: Irajá Gastrô | Deep Fried Chicks

  5. Pingback: Rio de Janeiro: Irajá Gastrô | Deep Fried Chicks

  6. Pingback: Botafogo: Irajá Gastrô – Deep Fried Chicks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s